Li Universo Marvel #2, formato americano, 156 páginas, lombada quadrada, R$ 18,50, lançado em novembro de 2016 pela Editora Panini.

Comentário:

Venom Space Knight #2: Venom acaba de retornar à sua nave após atender mais um pedido de socorro. Antes que pudessem partir, sua nave é tragada para dentro de outra muito maior, e, em seu interior, Flash conhece outros dois Agentes do Cosmo – Myntril e Tarna, mais experientes e designados para observar o progresso de seu mais novo guerreiro espacial e oferecer o treinamento necessário. História que lança mais algumas pistas do que vem a seguir e introduz novos personagens que podem vir a aparecer posteriormente. Leitura satisfatória.

The Uncanny Inhumans #1: Raio Negro, Triton e Leitor retornam ao passado para tentar reaver Ahura, filho de Raio Negro e Medusa. Ahura ficou sob os cuidados de Kang, o Conquistador, mas agora, com o universo Marvel restaurado após os eventos de Guerras Secretas, Raio Negro está decidido a levar seu filho de volta para casa. Em Nova Attilan, Hank McCoy, o Fera estuda uma maneira de eliminar os efeitos mortíferos que o Terrígeno provoca nos mutantes. E após a separação do Quarteto Fantástico, Johnny Storm, o Tocha Humana serve como mediador entre os Inumanos e a cidade de Nova York, além de ter um caso com Medusa. O escritor Charles Soule espalha as subtramas que farão parte do arco inicial dos Inumanos, deixando uma boa dose de suspense no ar. Leitura recomendada.

Nova #2: É sábado. Sam sai com seus colegas de escola para se divertir em uma partida de minigolfe. Seu pai, Jesse, é chamado para trabalhar nas minas, devido a um problema que tem surgido recentemente. Quando uma monstruosa criatura emerge do subsolo onde Jesse estava trabalhando, a diversão de Sam teve de ser interrompida, pois é preciso a ajuda do Nova Durante o confronto com o mosntro, Sam faz uma terrível descoberta sobre seu pai. Edição com muita ação e revelação. Leitura recomendada.

Contest of Champions #2: Ares, o Deus da Guerra foi recrutado para a equipe do Colecionador, mas não está disposto a cooperar. Homem de Ferro, Gamora, Pistoleiro e Guilhotina aproveitam a oportunidade para se rebelarem, mas são impedidos pelo Maestro. Raposa Branca continua sua investigação sobre o paradeiro do Arma-R e descobre indícios de Terras paralelas. Do outro lado se encontra o Grão-Mestre, o outro organizador do Torneio e seu recrutado, Lake Gallows, o Justiceiro 2099. Mais peças do quebra-cabeça maior aparecendo e sendo encaixadas. Leitura razoável.

Contest of Champions #3: O Colecionador repassa as regras do torneio. Mesmo sem ainda possuir cinco integrantes, a próxima etapa da batalha será realizada com apenas quatro de cada lado. Stick, Gamora, Guilhotina e Ares pelo time do Colecionador. Hulk, Sentinela, Venom e Mercenária pelo grupo do Grão-Mestre. Enquanto as duas equipes batalham em Manhattan, na Terra 61.610, Maestro parece ter outros planos por trás de sua subserviência ao Colecionador. A história continua de forma contínua, às vezes dando destaques a certos participantes como foi o caso de Guilhotina nessa edição. Leitura razoável.

Guardians of Infinity #3: O repentino ataque dos Soberanos deixa algumas baixas nos Guardiões “do passado”. Sua líder Stella Nega, juntamente com os Guardiões “do presente” e “do futuro” adentram na estrutura em que se encontra Hermetikus, o responsável pela invasão e que parece conhecer bem Stella Nega. Alguns mistérios no ar e muita ação, típico das histórias dos Guardiões. Leitura razoável.

Guardians of Infinity #4: Com três baixas, apenas nove Guardiões – Rocky Racum, Groot, Drax, Martinex, Nikki Gold, Vance AstroStella Nega, Tua Zon e Aerólito – contra todo um exército de Soberanos. Quando a batalha parecia perdida, um membro dos Guardiões de 1000 DC, Astrolábio, reaparece para salvá-los retirando-os de onde estavam. Mas, ao tentar negociar com os Soberanos, acabam sendo capturados por Hermetikus. O escritor Dan Abnett volta a usar de um conhecido recurso de narração que o fez bem sucedido em sua passagem pelo título dos Guardiões da Galáxia em 2008. Leitura recomendada.

Por Roger

Colecionador de HQs Marvel desde 1981 quando comprei minha primeira HQ Heróis da TV Nº 21 pela Editora Abril e HQs DC desde 1984 quando a Abril lançou os três títulos: Super-Homem, Batman e Heróis em Ação. Durante a década de 90, por motivos pessoais, fiz uma pausa, mas retornei em 2000 lendo algumas histórias do universo Ultimate.