Li Doutor Estranho #1, formato americano, 60 páginas, lombada canoa, R$ 7,60, lançado em dezembro de 2016 pela Editora Panini.

Comentário:

Doctor Strange #1: Stephen Strange, o Mago Supremo anda as voltas com aparições mais bizarras que o bizarro normal. Ele se reúne com seus colegas magos – Doutor Vodu, Shaman e Feiticeira Escarlate – no Bar Sem Portas, e os místicos percebem um certo desequilíbrio cósmico. A bibliotecária Zelma Stanton acordou com uma estranha criatura brotando de sua cabeça. Esse é mais um trabalho para o “doutor” do “estranho”. E surge a ameaça do Empiriku. O escritor Jason Aaron deixa sua marca registrada já nessa primeira edição, deixando as primeiras pistas para uma história maior com ação e bom humor. Aaron mostra que conhece bem o personagem que tem em mãos e o aproxima com sua versão cinematográfica, mais atual para novos leitores. Leitura recomendada, pelos Vapores de Valtorr.

Doctor Strange #2: As estranhas criaturas que estavam na cabeça de Zelma Stanton escapam e se espalham pelo Sactum Sactorum do Doutor Estranho. Stephen e Stanton começam uma busca pelos cantos mais recônditos e ocultos da mansão, e não será uma jornada nada convencional, antes que os monstrinhos alcancem o porão. A magia de Stephen está falhando e nosso mundo místico está sendo invadido por criaturas de outras dimensões. Além disso, Jason Aaron nos brinda nessa história destacando o Sactum Sactorum como o protagonista da edição. Leitura recomendada, pelas Faixas Escarlates de Cytorak.

Por Roger

Colecionador de HQs Marvel desde 1981 quando comprei minha primeira HQ Heróis da TV Nº 21 pela Editora Abril e HQs DC desde 1984 quando a Abril lançou os três títulos: Super-Homem, Batman e Heróis em Ação. Durante a década de 90, por motivos pessoais, fiz uma pausa, mas retornei em 2000 lendo algumas histórias do universo Ultimate.